MIÚDOS À COZINHA!

Neste tempo de reclusão forçada, quando lá fora o sol não brilha, torna-se difícil entreter os miúdos com algo que não tenha um ecrã.

Cozinhar tem sido um dos meus maiores prazeres ultimamente e sei que os miúdos adooooraaaaaam cozinhar! 🙂

Nesta altura em que temos que manter o nosso sistema imunitário forte e saudável, comer açúcar (principalmente refinado) é uma das piores asneiras que podemos fazer. Por isso, deixo 3 receitas que, apesar de serem ‘lambarices’, não estão carregadas desse veneno branco (é que não estou a imaginar miúdos a fazerem um estufadinho de grão! 😉 ).

A cozinha vai ficar arrumada? Não! 🙂

Mas os sorrisos, garantidamente, serão muitos! 😉

Para substituir o açúcar, utilizo Geleia de Arroz, que é um adoçante natural produzido a partir da fermentação do arroz integral. É mais doce do que o mel ou do que o açúcar refinado, e faz menos mal… mas atenção!!!, não faz bem… não se ponham a comer geleia às colheres, não é um medicamento, É UM ADOÇANTE e como tal deve ser evitado! Está à venda em qualquer loja do Celeiro ou hipermercados (Continente, Jumbo,…).

Então aqui ficam 3 deliciosas receitas da minha infância, com ligeiras variações, para serem mais saudáveis… espero que gostem! 😀 (a opção mais saudável é a que apresento, entre parêntesis tem uma alternativa não tão saudável).

SALAME DE CHOCOLATE

Ingredientes:

– 1 pacote de bolacha tipo maria sem açúcar (ou bolachas tipo maria normais, e nesse caso não é necessário geleia de arroz)

– 2 c. de sopa de óleo de sésamo (ou óleo normal)

– 5 c. de sopa bem cheias de cacau ou alfarroba em pó (ou chocolate em pó se gostarem que fique mais doce) OU 100g de chocolate em tablete para culinária com 70% de cacau)

– 1 colher de mel de arroz

– OPCIONAL | 2 colheres de manteiga de amendoim (fica mesmo muito bom!!)

– OPCIONAL | frutos secos a gosto, picados finamente (eu gosto mais sem frutos secos)

Preparação:

. Numa taça, esmigalhe as bolachas, deixando alguns pedaços maiores

. Junte todos os ingredientes, amassando ligeiramente (esta parte, os miúdos adoram! 😉 ) até obter uma pasta

. Com a massa fazer um salame e enrole em papel de alumínio

. Leve ao frio ate ficar com consistência bem dura e que se possa cortar sem desfazer (cerca de 1h a 2h)

GOMAS CASEIRAS

Qual é o miúdo que não gosta de gomas? Normalmente só os que, como eu, nunca gostaram de açúcar, que elimina todos os outros sabores! Esta receita é simples, fácil, rápida, barata e saudável! 🙂

Ingredientes:

. 1 pacote de gelatina em pó sem açúcar (de qualquer sabor, eu adoro morango e ananás)

. Quantidade de água a ferver que está escrita na embalagem (habitualmente 200ml a 250ml)

. 5 a 10g de gelatina em pó sem sabor (depende se gostam das gomas mais duras ou mais moles) OU 5 folhas de gelatina (com este tipo de gelatina ficam mais moles)

Preparação:

. Coloque a água num tacho e deixar ferver (pode ferver num jarro elétrico para ser mais rápido)

. Quando estiver a ferver junte a gelatina de sabor e vá mexendo. Seguidamente, junte a gelatina neutra

. Mexa até diluir tudo muito bem e só ver líquido (cerca de 1 minuto após ferver)

. Retire do lume, coloque em formas divertidas e leve ao frigorífico por cerca de 1 hora

BOLO DE CÔCO – Receita da Avó Maria

Este era o bolo que havia aos Domingos, ao lanche, em casa dos meus avós. De cada vez que o como, volto à infância e é um conforto para a Alma! Como é feito com chávenas, é mais fácil para miúdos!

Ingredientes

. 1 chávena de côco

. 1 chávena mal cheia, cerca de 3/4, de geleia de arroz (OU 1 chávena de açúcar)

. 1 chávena de bebida de soja ou de côco (OU 1 chávena de leite de vaca)

. 2 chávenas de farinha preferencialmente integral (OU 2 chávenas de farinha de trigo para bolos)

. 1 chávena mal cheia, cerca de 3/4, de óleo de girassol (OU 125G de manteiga OU 1 chávena mal cheia, cerca de 3/4, de óleo de côco)

. 1 colher de chá de fermento

. 4 ovos*

Preparação:

. Bata as claras em castelo e reserve

. Bata a geleia de arroz com o óleo (ou o açúcar com a manteiga, dependendo dos ingredientes que escolheu).

. Junte à mistura anterior as gemas, a bebida de soja/côco e o côco (vai ficar com aspecto ‘destalhado’, mas é mesmo assim! 😉 )

. Junte à mistura anterior a farinha e o fermento

. Envolva tudo nas claras em castelo

. Coza no forno, numa forma redonda sem buraco, a 180º por cerca de 30 a 40min (faça o teste do palito para ver se já está cozido)

. Desenforme e polvilhe com côco ralado

Este bolo tende a ficar húmido, que é um dos motivos porque é tão bom, por isso, não o coza demais! 😉

E pronto, espero que tenha um fim-de-semana docinho, não de açúcar, mas em SORRISOS daqueles nos enchem a Alma e o Coração! 😀

Os miúdos adoram cozinhar… DIVIRTAM-SE!! 🙂

* Na Macrobiótica podemos substituir ovos por outras coisas, vejam nas imagens abaixo. A Macrobiótica não proíbe produtos de origem animal, apenas aconselha a que o seu consumo seja ocasional. Pessoalmente acho que a receita fica melhor com os ovos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *